Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o policial federal, Ronaldo Massuia Silva de 43 anos, abre fogo contra clientes em um posto de combustíveis do bairro Cristo Rei, em Curitiba.

O atirador que é policial federal, usando uma arma e veícula da PF, atira contra várias pessoas à queima roupa sem dó e piedade. Ronaldo não deu chances para suas vítimas correrem ou se defender. Entre os feridos, o fotógrafo André Muniz Fritoli, de 32 anos, não resistiu os ferimentos e morreu durante o atendimento do Siate. O ataque aconteceu no domingo (30), por volta das 23h, dentro da conveniência de um posto de combustíveis em Curitiba/PR.

O policial descarregou uma pistola calibre .40, cerca de 16 tiros, acertando pessos que estavam lanchando. Depois do atentado o criminoso saiu do ambiente sem se preocupar com ocurrido e se sentou em uma mureta no estacionamento do posto. Olhando nos olhos dos PM’s que vieram atender o ocorrência, Ronaldo não reagiu a prisão em flageante.

Em depoimento horas depois disse que agiu em sua defesa. Após o depoimentos, o policial foi levado pela Polícia Federal (PF), onde ficará preso na unidade da instituição até que o Juiz analise o flagrante e defina onde ele deverá ficar preso. A PF informou ainda que foi instaurado um processo disciplinar para apurar os fatos ocorridos.
Assista o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=75NtLJ2cGjE