13.4 C
Araucária
domingo, junho 16, 2024

Araucária entrega dispositivos de inteligência artificial para estudantes com deficiência visual

Data

Posts da semana

Empresário reage a assalto e atira contra o criminoso

Um assaltante foi socorrido em estado grave após ser...

Cantor Nahim é encontrado morto em sua casa

O cantor Nahim, foi encontrado morto em sua casa,...

Secretário de Segurança de Araucária é preso pelo Gaeco

O secretário de Segurança Pública de Araucária, Lincoln Roberto Stygar,...

Com intenção de reforçar a política de inclusão social de pessoas com deficiência visual na sociedade e também facilitar o processo de aprendizagem escolar desse público, Araucária lançou um programa de entrega de dispositivo tecnológico para alunos da rede pública: é uma mini câmera que faz o reconhecimento de textos, cores e rostos e transmite a informação discretamente ao ouvido do usuário.

No dia 27 de abril, no anfiteatro da Prefeitura, a Secretaria Municipal de Assistência Social, em parceria com a Secretaria de Educação e de Saúde, entregou 10 dispositivos ORCAM My Eye para crianças e adolescentes atendidos pela rede pública de ensino (7 da rede municipal e 3 do CMAEE que já estão na rede estadual de ensino), reforçando o protagonismo, autonomia e independência dos alunos. O promotor Alexandre Paiva elogiou a guinada que Araucária está dando por meio da iniciativa e também proporcionando na vida de quem está recebendo o dispositivo: “um passo largo no respeito à dignidade e garantia a oportunidade de desenvolver o potencial pessoal”.

Na plateia, crianças e adolescentes estavam ansiosos para testar as funcionalidades do aparelho. A Alexyah, de 8 anos, que estuda na Escola Municipal Arlindo, disse estar muito empolgada. A mãe da estudante, Deborah Lacerda, se emociona ao pensar em quanto este aparato de inteligência artificial poderá ajudar sua filha. “Ela é boa aluna, mas precisa se esforçar muito porque não tem a visão total do olho esquerdo e tem baixa visão no direito. Vai ajudar muito a fazer atividades e leituras”, comemora a mãe.

Os contemplados nesse início do projeto foram selecionados após avaliação da SMSA e da SMED, o que resultou em um público que está em processo de reabilitação ou é atendido na atenção primária de saúde. Pela análise, são jovens que tem chance de desenvolvimento cognitivo maior por não terem múltiplas deficiências. Após um período de uso do aparelho, poderá ser verificada a possibilidade de ampliar a aquisição do dispositivo e do projeto.

Deficiência Visual
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, há mais de 250 milhões de pessoas com deficiência visual em todo o mundo. No Brasil, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que essa população é de 582 mil cegos e 6 milhões de pessoas com baixa visão. E, em sua maioria, elas têm acesso mais restrito à educação, à cultura e ao mercado de trabalho.

Tecnologia
De acordo com a empresa que forneceu os dispositivos, a câmera inteligente entregue pesa apenas poucos gramas. Acoplada à armação dos óculos do usuário, é capaz de detectar textos em português e inglês, seja em livros, revistas, jornais, cardápios, documentos, placas de ruas, textos no celular, tablets e computadores, embalagens, letreiros de lojas e placas indicativas, por exemplo. Sua velocidade pode ser controlada, possibilitando a leitura de 100 a 250 palavras por minuto; permite escolher entre voz masculina e feminina; e tem comandos para pausar, adiantar ou retroceder a leitura – tudo isso offline.

O aparelho consegue ainda identificar cores e tonalidades, reconhecer pessoas e gêneros, rostos, informar a data e hora com um simples gesto de girar o pulso, ler cédulas de dinheiro (reais, dólares e euro) e identificar produtos pelo código de barras.
Araucária é referência em produtos de qualidade na alimentação escolar

Por Redação em 01 maio, 2023

- publicidade-

Economia