16.4 C
Araucária
quinta-feira, abril 18, 2024

ATENÇÃO: COMEC anuncia alterações na linha metropolitana H01-Araucária/Curitiba a partir de 25 de abril

Data

Posts da semana

Conta de luz subirá até 7% com subsídio previsto em MP do governo Lula

Texto de difícil compreensão e ações incoerentes. Foram com...

Presos os suspeitos de mandar matar Marille e Anderson

Seis anos após o crime, três suspeitos de serem...

A Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (COMEC – órgão do Governo do Estado) informou nesta quarta-feira (20) que a linha metropolitana H01-Araucária/Curitiba, conhecida por “Avenida”, terá alterações a partir do dia 25 de abril (segunda-feira). A partir dessa data, passará a ser H01-Araucária/Guadalupe, já que o Terminal do Guadalupe, em Curitiba, será o novo ponto final da linha. Em Araucária, a linha terá percurso via Marginal da BR 476 (Rodovia do Xisto) até o Terminal Central.

PARA QUEM VAI A CURITIBA: A saída continua no Terminal Central, mas o percurso será via Rodovia do Xisto e não mais Pedro Druszcz/São Vicente de Paulo. A COMEC explicou que, com a mudança, a linha ganhará, em Curitiba, uma parada na Rua André de Barros (próximo ao nº 360), entre a Avenida Marechal Floriano Peixoto e a Rua Lourenço Pinto, antes de seguir para o ponto final no Terminal do Guadalupe, em vez da Alameda Dr. Muricy.

É importante destacar que as ruas Pedro Druszcz e a São Vicente de Paulo, no Centro de Araucária, continuam sendo atendidas pela linha metropolitana H12-Araucária/Portão e pela linha metropolitana H11-Araucária/Pinheirinho. A integração gratuita entre linhas metropolitanas pode ocorrer no Terminal Angélica.

PARA QUEM VEM DE CURITIBA: A saída será do Terminal Guadalupe seguindo pela Avenida Visconde de Guarapuava. Já em Araucária, a linha H01-Araucária/Guadalupe não passará mais pela rua Dr. Vitor Ferreira do Amaral e, sim, pela Marginal da BR 476 (Rodovia do Xisto) até o Terminal Central.

Mais informações (itinerário, horários) no site da COMEC: CLIQUE AQUI

Texto com informações da COMEC

- publicidade-

Economia