O Athletico está todo mobilizado para tirar a desvantagem no confronto contra o Grêmio e avançar para a final da Copa do Brasil. Na partida de ida, em Porto Alegre, o Rubro-Negro perdeu por 2 a 0 e terá que vencer por três gols de diferença para se classificar no tempo normal. Em caso de vitória athleticana por dois gols de diferença, a decisão vai para os pênaltis.
Para o técnico Tiago Nunes, a expectativa é que os jogadores possam repetir o mesmo desempenho da vitória por 1 a 0 sobre o Ceará. “Espero que eles possam repetir esses comportamentos positivos que tiveram (contra o Ceará), ter a tranquilidade e a naturalidade de jogar o grande jogo e que, juntos, possamos fazer uma noite especial na próxima quarta”, afirmou.
“Eu acho que todos poderiam estar mais empolgados nesse momento. Temos vivido uma expectativa tão grande de disputar grandes títulos e parece que tem sido algo natural”, disse Nunes. “Temos conhecimento que é difícil estar onde estamos. É difícil chegar a uma semifinal de Copa do Brasil”, acrescentou.

Mudanças para a “decisão”
O Rubro-Negro terá diversos desfalques para a partida da próxima quarta-feira dia 4, às 19h. O zagueiro Léo Pereira está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O zagueiro Pedro Henrique já atuou pelo Corinthians na Copa do Brasil e também não pode jogar. Já o lateral-direito Madson e o atacante Thonny Anderson pertencem ao Grêmio e estão fora por questão contratual.
Outros desfalques são os laterais Adriano e Abner Vinícius e o meia-atacante Everton Felipe, contratados após o prazo de inscrição na Copa do Brasil, o zagueiro Thiago Heleno e o volante Camacho, suspensos por doping, e o meia-atacante Bruno Nazário, que fez uma cirurgia no joelho.
A provável escalação do Athletico tem Santos; Khellven (Erick), Robson Bambu, Lucas Halter e Márcio Azevedo; Wellington; Marcelo Cirino (Lucho González), Bruno Guimarães, Nikão e Rony; Marco Ruben.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui