Comunicar erro
Foto: Divulgação Twitter / Fifa Women’s World Cup

Com gol de Marta, o Brasil venceu a Itália por 1 a 0 nesta terça-feira (18) e garantiu vaga nas oitavas do Mundial.
Para à Marta, o gol foi histórico, agora a maior artilheira das Copas, com 17, a seleção brasileira se classificou nesta terça-feira às oitavas de final do Mundial da França. Em Valenciennes, a equipe derrotou a Itália por 1 a 0, assegurando o terceiro lugar do Grupo C, com seis pontos.
O Brasil, então, se classificou com um dos quatro melhores terceiros colocados das seis chaves do Mundial, mas ainda não conhece o seu adversário na próxima fase. Porém, será uma das equipes favoritas ao título: Alemanha, no sábado, ou França, no domingo.
Nesta terça-feira, a seleção conseguiu superar ausências importantes, de Formiga, que estava suspensa, e de Andressa Alves, que está machucada e não poderá mais atuar no restante da competição para obter o seu segundo triunfo no Mundial.
Eleita seis vezes a melhor do mundo, Marta voltou a colocar o seu nome na história do futebol ao chegar aos 17 gols em Copas, superando o alemão Klose que fez 16, como maior artilheira da história das competições. Esse importante gol de pênalti foi o segundo de Marta nesta edição do torneio, sendo que ambos foram de pênalti, e ela ficou fora da estreia diante da Jamaica por estar lesionada.
O gol sairia aos 28, após jogada individual de Debinha, que arrancou até a área, onde a arbitragem entendeu que ela foi derrubada por Linari. Pênalti que foi convertido por Marta. Assim, ela chegou aos 17 gols na história das Copas, se tornando a maior artilharia da história do torneio.