16.4 C
Araucária
quinta-feira, abril 18, 2024

Com modernização do sistema, Prefeitura de Araucária já reduziu custo com telefonia em 70%

Data

Posts da semana

Conta de luz subirá até 7% com subsídio previsto em MP do governo Lula

Texto de difícil compreensão e ações incoerentes. Foram com...

Presos os suspeitos de mandar matar Marille e Anderson

Seis anos após o crime, três suspeitos de serem...

A modernização administrativa e a inovação tecnológica associada à Internet já resultaram em, pelo menos, 70% de redução do custo com telefonia para os cofres municipais. A comparação leva em conta o valor de R$ 1,3 milhão gasto em 2019 com a telefonia convencional (antes da migração para o sistema de telefonia via internet – VOIP) e o ano de 2022, já com o sistema novo e fluxo normal de uso. Segundo a Secretaria Municipal de Planejamento (SMPL), em 2022 (somente até o mês de agosto), já são mais de R$ 800 mil em economia em telefonia. A Prefeitura já teve cerca de 1.172 linhas. Hoje, ainda são 380 linhas e esse número reduzirá para 120 terminais.

Essa atualização tecnológica, que resulta em economia de custo e agiliza processos de troca de informação dentro da estrutura pública, só foi possível graças ao investimento na nova de rede de fibra óptica, atualmente com 247 km. Essa nova rede permite transmissão de dados, voz e imagem e está chegando a todas as estruturas da administração municipal para melhorar os serviços.

A melhoria também inclui a qualidade da internet. Em 2018, a Prefeitura gastava cerca de R$ 17 mil/mês no link de internet de 100 megas. Hoje, o custo sai por R$ 9 mil/mês e com internet 20 vezes melhor (2 gigas). A internet de melhor qualidade também possibilitou o fornecimento de wi-fi em diversas estruturas da Prefeitura e, com isso, smartphones podem ter acesso a conteúdos e processos sem custo. De modo mais abrangente, tempo, combustível e dinheiro público são poupados.

O investimento da Prefeitura também incluiu a troca de 2.820 computadores, 544 impressoras e o fornecimento de eletrônicos (como celulares e tablets) a algumas categorias profissionais. A área de saúde ganhou atenção especial: de 485 tablets contratados, 354 foram destinados a equipes de saúde. Recentemente, a Prefeitura realizou a entrega de tablets a 190 profissionais da saúde, entre agentes comunitários de saúde e agentes de combate a endemias. O equipamento otimiza o tempo de trabalho já que o registro passou a ser feito via internet, sem a necessidade de anotação em papel. Antes, o profissional de saúde tinha que reservar tempo para digitar as informações anotadas quando estivesse na unidade de saúde.

- publicidade-

Economia