Foto Divulgação

Um dos condomínios do Programa Residência Cidadã de Araucária, localizado na Rua André Bilnoski, onde há 10 casas em construção, está ganhando forma e logo entra na fase de acabamento da obra. Os imóveis começam a receber os preparativos para serem finalizados e entregues aos beneficiários. A obra fica próxima à Escola Professora Maria Saliba Torres, no Campina da Barra.

As casas foram planejadas para serem arejadas, com projeto que facilita a passagem de ar. O piso será revestido com cerâmica, sendo que a parede do banheiro será em revestimento cerâmico assim como a área de pia da cozinha. As unidades habitacionais estão sendo cobertas com manta térmica, o que ajuda a amenizar a temperatura tanto no frio quanto no calor. A maioria já está com o telhado instalado, já possuem a infraestrutura para instalação da parte elétrica e hidráulica, além das paredes estarem sendo preparadas para pintura.

“As casas serão entregues totalmente finalizadas. O projeto prevê a instalação de um parquinho internamente e vai ter um portão na entrada do condomínio, trazendo mais segurança aos moradores. Como as casas são geminadas duas a duas, um dos lados ficará com mais privacidade”, avalia o arquiteto Lauri Lenz, da Secretaria Municipal de Planejamento (SMPL) – secretaria ordenadora das despesas e que fez todos os projetos da obra.

Os fiscais da obra, profissionais da Secretaria Municipal de Obras Pública, explicam que no terreno ao lado – de frente para Rua Profª Maria Schaustek, mais 10 casas serão construídas em um condomínio do mesmo programa e que as obras devem iniciar em breve.

Sobre o Programa
O Programa Residência Cidadã prevê a construção de 125 casas que terão o direito de uso cedido para moradores que sejam contemplados na iniciativa. A Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) selecionará as famílias já acompanhadas pelos CRAS e quando houver a definição, a lista dos contemplados será publicada e amplamente divulgada. Uma informação importante é que este programa tem um público e recursos muito específicos e, portanto, não tem relação com a lista de famílias cadastradas para programas habitacionais da Cohab Araucária.

Verba
A verba de cerca de R$ 12 milhões destinada ao projeto é proveniente de um acordo realizado com o Ministério Público, que designou a utilização do recurso para construção de residências para o público vulnerável cadastrado e em acompanhamento pela Secretaria Municipal de Assistência Social. Os selecionados no programa receberão direito a uso do imóvel, podendo a moradia ser futuramente convertida em doação.