Comunicar erro

Condenado à detenção, em regime semiaberto, por injúria contra a deputada Maria do Rosário, Danilo Gentili se disse “muito honrado” após receber apoio do presidente Jair Bolsonaro. Depois que a juíza Maria Isabel do Prado, da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo, condenou o humorista a uma pena de seis meses e 28 dias de detenção, o chefe do Executivo se manifestou no Twitter.
“Me solidarizo com o apresentador e comediante Danilo Gentili ao exercer seu direito de livre expressão e sua profissão, da qual, por vezes, eu mesmo sou alvo, mas compreendo que são piadas e faz parte do jogo, algo que infelizmente vale para uns e não para outros”, escreveu Bolsonaro.
Gentili retuitou a mensagem do presidente e disse que ficou surpreso com o apoio. “Assim como nunca imaginei um dia ser condenado à prisão por protestar contra censura, nunca imaginei também contar com apoio presidencial”, afirmou o apresentador e comediante.
“Também fico aliviado por entender que esse post significa um registro do compromisso do governo com a liberdade de expressão”, acrescentou o humorista.
Nas redes sociais, Danilo Gentili ganhou apoio de seguidores e outros artistas que também trabalham com humor, como Tom Cavalcanti, Marcelo Tas e Oscar Filho. Ele poderá recorrer da sentença em liberdade.
Em rede social, a deputada Maria do Rosário afirmou que a decisão é uma “vitória da democracia e da Justiça”.