No governo PT o faturamento da Odebrecht subiu de R$ 17,3 bilhões para R$ 132 bilhões.

Estádio do Corinthians foi ‘presente’ para Lula, diz empreiteiro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi beneficiado com outro presente enquanto estava no governo. Em delação premiada, Emílio Odebrecht, presidente do conselho de administração da empresa que leva seu sobrenome, afirmou que a Arena do Corinthians, conhecida como Itaquerão, foi um presente a Lula, que é torcedor fanático do time.

De acordo com Odebrecht, “o presente serviu de agradecimento ao ex-presidente pelo apoio do político à empresa durante os oito anos de governo do petista, de 2003 a 2010”. Nesse período, o faturamento da empresa subiu de R$ 17,3 bilhões para R$ 132 bilhões, segundo reportagem da Folha de S. Paulo.

O Itaquerão, estádio de futebol que recebeu a abertura da Copa do Mundo de 2014, foi construído pela empreiteira entre 2011 e 2014. A estimativa do projeto previa um custo de R$ 820 milhões na construção da arena, mas o valor subiu quase em 40%, chegando a custar R$ 1,2 bilhão.

A delação premiada de Emílio faz parte de uma série de acordos com a Polícia Federal para tentar salvar a empreiteira. Marcelo Odebrecht, seu filho, foi preso em junho de 2015 e condenado a 19 anos de prisão pelo juiz federal Sérgio Moro, um dos responsáveis pela Operação Lava Jato. As dívidas da empresa chegam, atualmente, a R$ 110 bilhões. Lula, que já fez parte do Conselho do Corinthians, não quis comentar as declarações.

Fonte: Diário do poder

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui