Foto: AFP Por Gazeta do Povo

“O Hospital Nossa Senhora das Graças informou no início da tarde desta quarta-feira (11/03), em Curitiba, que dois pacientes atendidos no pronto-atendimento com sintomas leves de gripe tiveram resultado positivo para o coronavírus. Segundo o hospital, a identificação positiva foi feita por meio de exames de sangue “disponíveis no mercado para identificação do vírus”. Os pacientes, que procuraram o hospital na terça-feira, são um homem e uma mulher da mesma família e voltaram recentemente de viagem à Europa. Eles estiveram na Espanha e na Holanda entre 19 de fevereiro e 7 de março.

A confirmação oficial da infecção sairá após contraprova pelo Laboratório Central do Estado do Paraná (LACEN), o que deve acontecer somente na próxima segunda-feira, 16 de março. Os pacientes foram medicados, passam bem e estão em quarentena domiciliar conforme indicação médica.

Secretaria critica divulgação “apressada”

Em nota divulgada após a manifestação do hospital, a Secretaria de Saúde do Paraná afirmou que, “embora o exame feito na rede privada seja considerado válido, a confirmação passa pelas autoridades sanitárias do Estado e do Município em questão, cumprindo assim o estabelecido pelo Ministério da Saúde”.

“Qualquer informação divulgada de forma apressada, atropelando o fluxo oficial, seja por parte de hospitais ou laboratórios, representa um desserviço à população, gerando instabilidade social e à saúde pública” , diz a nota. A secretaria reiterou que está adotando todas as medidas preventivas e de retaguarda, com mais de 60 estabelecimentos em várias regiões, “pronta para atender os casos que venham a ser confirmados”. A nota menciona apenas um caso de coronavírus na cidade – um homem de 54 anos – enquanto a informação do Hospital é de que um casal está infectado.

Da rede de hospitais de urgência e emergência no estado, oito são considerados estratégicos para o atendimento de possíveis casos. Em Curitiba, a unidade referência para o tratamento do coronavírus é o Hospital do Trabalhador, no bairro Portão. Nas outras regiões do Paraná, as unidades são: Hospital Universitário do Oeste do Paraná e Hospital de Ensino São Lucas, em Cascavel; Hospital Universitário da Região Norte do Paraná, em Londrina; Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá; Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais, em Ponta Grossa; Hospital Municipal de Foz do Iguaçu Padre Germano Lauck e Hospital Regional de Maringá.

São considerados suspeitos e devem procurar as unidades de saúde pessoas com crise respiratória, incluindo febre, tosse e dificuldade para respirar, e que apresentam histórico de viagens para áreas de transmissão – China e, agora Itália, entre outros países – nos últimos 14 dias. Também devem procurar a saúde pública quem teve contato próximo com pessoas e casos suspeitos ou confirmados da doença.

Com a confirmação dos primeiros casos de coronavírus na cidade, a Secretaria de Saúde de Curitiba anunciou a criação de um Centro de Operações de Emergência (COE), que se reúne às 17h desta quarta-feira.

Leia mais em Gazeta do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui