Um jogo de baralho entre alguns frequentadores de um bar na esquina das ruas Rio Piquiri e Rio Parnaíba, bairro Iguaçu II, Fazenda Rio Grande, foi finalizado às pressas, por volta das 23h20 de sábado (15), quando dois homens armados entraram no estabelecimento. Todos saíram correndo da jogatina enquanto os assassinos atiravam contra o jovem Ângelo Souza, 21 anos, que tombou morto perto da mesa de sinuca. Os tiros atingiram a cabeça.

No chão, próximo à mão esquerda dele ficaram algumas cartas sujas de sangue. Ângelo era conhecido no bairro como “Maguega”. Segundo o depoimento de algumas testemunhas, os homicidas fugiram em um Logan preto. Entretanto, não souberam informar a placa.

Espancado

Cerca de 40 minutos depois, em Araucária, um casal agrediu até a morte um homem de 49 anos. O cadáver de Waldemir Aparecido Coiado foi encontrado, bastante ferido, nos fundos de uma residência na Rua Ludovina Furman, Boqueirão.

De acordo com a Polícia Militar, ele e o casal estavam bebendo juntos na rua e quando os dois entraram em casa, Waldemir teria insistido em ir junto. Com uma vassoura, Juliana Fernandes, 30, o agrediu na porta. Em seguida, segundo os policiais, Jamerson Gonçalves, 25, vulgo “Polaco”, chegou e continuou a espancá-lo.

O casal foi detido e levado pela polícia até a delegacia da cidade. Na residência foi encontrada uma motocicleta com chassi raspado e cor adulterada, que também foi recolhida até a delegacia.