Eduardo Dalmora (PDT), prefeito de Matinhos, é favorável a um carnaval mais familiar (Foto: Divulgação/ Prefeitura de Matinhos) Desperdício gastar R$ 300 mil com o carnaval’, diz prefeito de Matinhos, PR. Eduardo Dalmora pretende reduzir número de dias com trios elétricos. O prefeito de Matinhos, no litoral do Paraná, Eduardo Dalmora (PDT), decidiu consultar a população para verificar se os moradores querem o carnaval deste ano com os tradicionais trios elétricos. A pesquisa é realizada por uma página na internet e foi criada após duas tentativas de licitação frustradas para a contratação dos trios. dalmoraPara o Dalmora, o dinheiro necessário para levar os caminhões de som para as ruas da praia – cerca de R$ 300 mil – é mal empregado. O carnaval de Matinhos é tradicional no estado. Anualmente, a “Caiobanda” e a “Matinbanda” reúnem milhares de foliões na Avenida Atlântica, nos quatro dias de festa. Mas, a programação pode ser diferente este ano. “É uma experiência nova que nós estamos fazendo porque eu, particularmente, acho um desperdício muito grande gastar R$ 300 mil para fazer um carnaval. Eu acho um exagero e um valor exorbitante”, disse o prefeito. Segundo ele, com este montante é possível comprar cinco ambulâncias de pequeno porte. Na pesquisa, a prefeitura dá quatro opções para os matinhenses: um carnaval com trios elétricos todos os dias; carnaval sem trios elétricos; apenas um dia de “Caiobanda” e um carnaval mais familiar com bandinhas e blocos. Por enquanto, disse o prefeito, 150 pessoas votaram no carnaval com bandinhas e blocos e 78 moradores preferem que o carnaval tenha trios elétricos todos os dias. Outras 50 pessoas acham melhor eliminar os caminhões de som do carnaval de Matinhos e 18 avaliam que a melhor opção é apenas um dia de “Caiobanda”. Conforme o Censo de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 29.279 pessoas residem no em Matinhos. A consulta popular estará disponível por mais dez dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui