Foto: Divulgação

Nos últimos três dias, o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou à Polícia Federal uma série de ações que miraram apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), incluindo duas prisões preventivas, sob a justificativa de garantir a ordem pública neste 7 de Setembro.

Entre as diligências, solicitadas pela PGR (Procuradoria Geral da República), Moraes mandou bloquear as chaves PIX e as contas bancárias de duas entidades do agronegócio, a Aprosoja (Associação Nacional dos Produtores de Soja) e sua representação regional em Mato Grosso.

Os saques estão bloqueados até a quarta-feira (8). A restrição se estende a retiradas de eventuais fundos em que as duas entidades detenham participação.

Ele ordenou ainda que sejam identificados e informados os valores transferidos a partir das contas bancárias dessas associações a terceiros desde o dia 10 de agosto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui