A Polícia Federal prendeu nesta nesta terça-feira (23) quatro pessoas sob suspeitas de terem invadido telefones de autoridades, incluindo o ministro da Justiça, Sergio Moro, e o procurador da República em Curitiba (PR) Deltan Dallagnol. A PF não divulgou detalhes da investigação.
Foram cumpridas 11 ordens judiciais, das quais sete de busca e apreensão e quatro de prisão temporária nas cidades de São Paulo/SP, Araraquara/SP e Ribeirão Preto/SP.
A operação se chama Spoofing. Segundo a PF, Spoofing “é um tipo de falsificação tecnológica que procura enganar uma rede ou uma pessoa fazendo-a acreditar que a fonte de uma informação é confiável quando, na realidade, não é”.
A PF chegou aos suspeitos por meio da perícia criminal federal, que conseguiu rastrear os sinais da invasão dos telefones.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui