A Polícia Civil divulgou nesta terça-feira foto de Caio Silva de Souza, de 23 anos, provável suspeito de acender o rojão que atingiu o cinegrafista da Bandeirantes Santiago Ilídio Andrade. Policiais da 17ª DP (São Cristóvão) fazem buscas em vários pontos do estado para cumprir o mandado de prisão temporária contra o jovem expedido na noite de segunda-feira pela Justiça.

De acordo com o titular da 17ª DP, Maurício Luciano Almeida, Caio e o tatuador Fábio Raposo vão responder a crime de homicídio doloso qualificado pelo uso de explosivo e crime de explosão. O cinegrafista teve morte cerebral anunciada na manhã de segunda-feira.

A prisão temporária do suspeito foi decretada pela Justiça no fim da noite desta segunda-feira. Assim como o tatuador Fábio Raposo, que já está preso em Bangu, Caio também teve a prisão pedida pela polícia.