19 C
Araucária
sábado, abril 13, 2024

Professora da UFPR é morta a facadas pelo próprio filho em Matinhos

Data

Posts da semana

Conta de luz subirá até 7% com subsídio previsto em MP do governo Lula

Texto de difícil compreensão e ações incoerentes. Foram com...

Presos os suspeitos de mandar matar Marille e Anderson

Seis anos após o crime, três suspeitos de serem...

Uma professora da UFPR Litoral foi assassinada a facadas na noite desta segunda-feira (10) na cidade de Matinhos. Jussara Rezende de Araújo teria sido morta pelo seu filho de 25 anos. Ele foi preso em flagrante e permanece detido na Delegacia de Matinhos.
Durante a noite e madrugada, alunos e amigos postaram nas redes sociais sobre o acontecido não acreditando em tamanha brutalidade. A motivação do crime ainda é desconhecida, mas há informações que o filho de Jussara teria problemas psicológicos. De acordo com informações dos peritos, a professora teria sido assassinada com uma faca de cozinha por pelo menos dois golpes que a vitimou fatalmente.
Jussara era , formada em comunicação social e jornalismo e residia em Matinhos onde lecionava há alguns anos.

Jussara era formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Ela produziu reportagens para a Folha de Londrina na década de 1980 e atualmente trabalhava em Matinhos como professora adjunta da UFPR.

Conforme Currículo Lattes, a professora era coordenadora do curso de licenciatura em Arte e atuava em projetos de extensão universitária. Jussara colaborava com os cursos de Especialização em Educação Ambiental e Questão Social pela perspectiva interdisciplinar e era estudante do Curso de Especialização (EaD) em Educação em Direitos Humanos.

- publicidade-

Economia