Foto: Divulgação

UTI’s exclusivos para a Covid-19 em Maringá/PR, chegou a 100% nesta quinta-feira (25), de acordo com boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde. Com originalmente 40 leitos de terapia intensiva na cidade, a prefeitura anunciou a abertura de mais 15, mas a capacidade também já foi ultrapassada com 17 pacientes internados. A situação crítica na Cidade reflete a preocupação com o avanço de casos em todo o Paraná. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 93% dos leitos de UTI estavam ocupados até 11 da manhã.

No ultimo boletim divulgado pela Prefeitura de Maringá, é possível constatar 239 novas infeções pelo coronavírus e três mortes. Entre os leitos gerais da rede privada, a situação é ainda pior. São 109 pacientes internados em UTI’s para uma capacidade máxima de 94 leitos.

Maringá é o terceiro maior município do Paraná e pertence a macrorregional noroeste de Saúde. Como um todo, a ocupação nas UTI’s da região era de 91% pela manhã, mas os números devem subir já nesta sexta-feira (25).

Paraná
Segundo o boletim da Sesa divulgado pela manhã, são 441 pacientes aguardando por um leito específico para a Covid-19 no estado. Destes, 150 esperam por uma vaga em UTI, enquanto outros 291 por um leito de enfermaria.

Segundo o diretor de gestão em vigilância da Sesa, Vinicius Filipak, surpreende um aumento no número de pacientes graves devido à doença. “Infelizmente, a gravidade dos pacientes tem aumentado aparentemente, com mais tempo de internação, o que faz com que demore para se liberar um leito. São 3366 pacientes internados em leitos covid-19 no Paraná, com casos suspeitos ou confirmados da doença. Todas as regiões do estado estão com ocupação acima de 90%”, destacou.

Para conter o avanço da doença, o Governo do Estado deve editar decreto com novas restrições. Curitiba, por exemplo, já ampliou o nível de alerta para bandeira laranja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui