A Vila Olímpica do Boqueirão não é mais do Paraná. O terreno do estádio, de 66 mil metros quadrados, foi leiloado na manhã desta quinta-feira (11) por R$ 11,650 milhões pelo quase metade do valor do primeiro lance, R$ 23,2 milhões. O imóvel foi a leilão para pagar uma dívida de R$ 450 mil do Paraná com o ex-técnico da equipe Ricardo Pinto, que comandou o Tricolor em 2012.

O estádio foi arrematado pela empresa Seagull Incorporações e Participações. O leilão durou menos de cinco minutos. Às 10h25, o leiloeiro fez a apresentação do lote. Às 10h30 foi dado o primeiro lance e na sequência o segundo, quando houve o arremate.

Apenas três representantes do Tricolor acompanharam o leilão. O vice-presidente de finanças Leonardo Oliveira, além de Waldomiro Gayer Neto e o vereador Thiago Gezert, ambos integrantes do grupo Paranistas do Bem, que assumiu o comando do clube há dois meses.

“O Paraná vai recorrer judicialmente”, declarou Oliveira, sem dar mais detalhes à reportagem. Ainda manhã desta quinta, o vice de finanças se reuniria com a diretoria e o departamento jurídico do Paraná para definir a estratégia para tentar reaver a Vila Olímpica.

Paraná online